lundi 27 septembre 2010

Aventura noturna

Os convidados tinham acabado de sair e a mae ia começar a lavar a louça do jantar quando tocou a campainha. Sera que esqueceram alguma coisa?  Era o filho que entra com ar pouco à vontade. No corredor a mae vê um vulto que reconhece como um dos  amigos dele.
 -Entre, disse, apesar de ja ser quase meia-noite e de estar super cansada.
O filho puxou-a para um canto.  - Mae, Yan-Teck pode dormir aqui hoje?
 - Claro que nao, você sabe muito bem que nao temos espaço, este apartamento é um ovo...
- Mae, ele bebeu, chorou muito e nao pode voltar pra casa. Ele esta com problema com os pais.
Yan-Teck se encostava na parede e sorria enquanto seus olhos vagavam pelo teto da peça.
 - O quê? Vocês beberam? Como? Onde? O quê?
 - Calma, mae, eu nem estava la. Ele estava numa festa dos CDF da classe, eu estava com Jean e Dimitri e de repente telefonaram da festa pra que Jean fosse busca-lo porque ele estava assim. Foi uma luta conseguir trazê-lo.
- E por que ele nao foi pra casa de Jean, que mora num apartamento enorme? Ou pra casa de Dimitri?
  - Mae, a mae do Jean nao ia querer recebê-lo, né ( Jean é nobre,  é duque, vejam so, ainda existe isso por aqui) e Dimitri mora num foyer.  Por favor, mae!
A mae olha pra Yan-Teck e  vê que sera impossivel fazê-lo descer três andares.  Suas pernas fazem um X e sua cabeça tomba de lado. Ele se apoia valentemente no espaldar de uma cadeira. 
- A mae dele sabe que ele esta aqui?  - sua ultima esperança.
- Sabe sim, mae, a gente ligou pra ela e avisou que ele vai dormir aqui.
Nada a fazer a nao ser minimizar os prejuizos. - Pegue o colchonete e ponha aqui na cozinha. Nao quero que ele vomite no carpete.
-Mae, ele vai se sentir muito sozinho aqui na cozinha. Deixe ele no quarto, se ele vomitar eu limpo.
- Na cozinha ou  fora daqui de casa.
- Maê! Você! Posso dormir na cozinha também?
- A vontade.
Dois colchonetes na cozinha, passagem interditada. A louça fica por lavar, nem a mesa pode ser completamente tirada.  Yan-Teck desmaia imediatamente sem tirar nem os tênis.  O filho, ao lado, lê seu livrinho de puxar o sono como se estivesse num hotel .
Dai a pouco a filha chega e nao pode entrar na cozinha. Por pouco, no escuro, nao pisa na cabeça de Yant-Teck que ultrapassa a soleira da porta.  O apartamento é um ovo. 
- Que é que esse chinês esta fazendo aqui? 
- Ele bebeu e nao pôde voltar pra casa.
- E você com isso, mae? 
-Minha filha!
Duas horas da manha a mae é acordada por  um forte  barulho : Yan-Teck bate convulsivamente a cabeça na porta da cozinha.  E se poe a vomitar, logico.  A pobre mae, a santa, se levanta e vai  correndo buscar uma bacia  mas chega tarde demais.  Yan-Teck esta  meio sentado, alagado em vômito e  parece continuar dormindo.  A samaritana limpa sua boca,  limpa o lugar onde  ele esta dormindo,  faz um cha e tenta fazê-lo beber. Em vao.  Ele dorme. A seu lado, o filho dorme como se estivesse num hotel. 
A mae, nada mais podendo fazer, volta pra cama.  E pega no sono.  Dai a pouco, novamente as pancadas na porta. Outra crise de vômito.  A mae,  socorre o aflito e  limpa o pecador, que continua dormindo. 
Quando ela escuta a terceira crise continua deitada. Nao consegue dormir mas nao se levanta. Espera passar. Na quarta vez ela  vai ver a situaçao. Sao seis da manha, se nao fosse domingo estaria na hora de levantar.  Yan-Teck continua desmaiado e parece ter vomitado so agua.  Ou alcool.  O filho também dorme o sono dos justos. 
A mae resolve fazer um exercicio de yoga e entregar pra Deus.
Quando se levanta, depois das dez, o malfeitor ja abandonou o local do crime.  Pelo colchonete nao ha nada a fazer se nao  pô-lo no lixo , tarefa que é executada por um filho  com convulsoes de nojo.
-Mas Yan-Teck, heim, comenta a mae. E os chineses, que têm fama de serem disciplinados!
-Ele é coreano, mae.

4 commentaires:

Clara Lopez a dit…

As suas histórias de vida são sempre otimíssimas, e essa é muito boa, além de engraçada, mesmo no lado punk-nojento-vomital :) Tomara que o garoto resolva-se com os pais e não entre muito fundo nos porres, sobretudo se não tiver onde cair de sono :)
Quer dizer que ainda há nobres no meio da galera, mesmo?
beijo, beijo nas 'crianças',
clara

Eliana BR a dit…

Merci, Clarita.
De fato, ser mae é padecer no paraiso...
Quanto aos nobres, por incrivel que pareça, ainda se apresentam como Monsieur le Duc, etc e tal.
E o neo-porrista é um dos primeiros da classe, veja você...
Bises,
Eliana

Jonga Olivieri a dit…

O drama/comédia do dia a dia contado de uma forma que nos prende do início ao fim.
Um exercício fantástico da narrativa da realidade dos pequenos (pequenos?) momentos que todos passamos de uma forma ou de outra.
Valeu a pena ler este conto a partir o ponto de vista de uma mãe. Afinal, mãe é mãe!

Eliana BR a dit…

Obrigadissima pelo apoio, amigo.
Beijo
Eliana

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Interior de Saint Julien le Pauvre

Interior de Saint Julien le Pauvre

Marion e a igreja de Saint Julien le Pauvre

Marion e a igreja de Saint Julien le Pauvre

Barcelona

Barcelona

Barcelona

Barcelona

Museu da Catalunha

Museu da Catalunha

A arvore mais velha de Paris.Jardim de Saint Julien le Pauvre

A arvore mais velha de Paris.Jardim de Saint Julien le Pauvre

Jardim da igreja de Saint Julien le Pauvre

Jardim da igreja de Saint Julien le Pauvre

Igreja da Madeleine

Igreja da Madeleine

Das escadas da Madeleine. Ao fundo, a place Vendôme

Das escadas da Madeleine. Ao fundo, a place Vendôme

Barcelona- Gracia

Barcelona- Gracia

Rue de Bucci

Rue de Bucci

Barcelona

Barcelona

Charitas forever

Charitas forever
Foto de Elias Francioni

Passage Saint Andre des Arts

Passage Saint Andre des Arts

Cartão-postal

Cartão-postal
Foto de Vera Bungarten

Paris...

Paris...
Foto de Vera Bungarten

No centro do Louvre

No centro do Louvre
Foto de Vera Bungarten

Passages de Paris

Passages de Paris
Foto de Vera Bungarten

Livraria Shakeaspeare.Quartier Latin

Livraria Shakeaspeare.Quartier Latin
Foto de Ana Maria Lucena

Quartier Latin

Quartier Latin
50 anos de Ionesco

Tonico Pereira. Teatro da FAAP

Tonico Pereira. Teatro da FAAP

Le Petit Pont e l'Hôtel de Police

Le Petit Pont e l'Hôtel de Police

Feliz Ano Novo ( foto de Patrick Corneau)

Feliz Ano Novo ( foto de Patrick Corneau)
Dança, a esperança equilibrista porque o show de todo artista tem de continuar.

Ilha da Boa Viagem

Ilha da Boa Viagem
Foto de Elias Francioni

Rue de la Huchette. Quartier Latin

Rue de la Huchette. Quartier Latin

Xando Graça

Xando Graça

Pont Saint Michel

Pont Saint Michel

Les Invalides

Les Invalides
Foto de Vera Bungarten

A dama de ferro

A dama de ferro
foto de Ana Lucena

A côté du Beaubourg

A côté du Beaubourg
Foto de Vera Bungarten

Chez Procope

Chez Procope

Igreja de Saint Séverin

Igreja de Saint Séverin

Angulo da igreja de Saint Séverin. Quartier Latin

Angulo da igreja de Saint Séverin. Quartier Latin
(foto Ana Maria Lucena)

Detalhe da Catedral de Notre Dame

Detalhe da Catedral de Notre Dame

Bassin Igor Stravinsk (ao lado do Beaubourg)

Bassin Igor Stravinsk (ao lado do Beaubourg)
Foto de Vera Bungarten

Liceu Henri IV

Liceu Henri IV
foto de Maria do Rosario

Liceu Henri IV. Ao fundo, o Panthéon

Liceu Henri IV. Ao fundo, o Panthéon
foto de Maria do Rosario

Liceu Henri IV

Liceu Henri IV
foto de Maria do Rosario

Liceu Henri IV

Liceu Henri IV
foto de Maria do Rosario

Jardin du Luxembourg

Jardin du Luxembourg

Espetaculo de mimica

Espetaculo de mimica
Jardin du Luxembourg

Rive Gauche

Rive Gauche

Barcelona Arco do Triunfo

Barcelona Arco do Triunfo

Museu de Zoologia e Historia Natural

Museu de Zoologia e Historia Natural

Jardin du Luxembourg

Jardin du Luxembourg
O despertar da primavera