jeudi 5 novembre 2009

Como um holograma partido

Le Monde publica hoje uma reconstituiçao do discurso feito de improviso por Claude Lévi-Strauss por ocasiao de uma cerimônia no Collège de France comemorativa de seus 90 anos, em 25 de janeiro de 1999. O texto foi reconstituido de memoria por Roger-Pol Droit e aprovado pelo proprio Lévi-Strauss.

Trata-se de uma reflexao sobre a relaçao entre o homem e tempo nao se poderia pensar mais aguda. Voilà:

" Montaigne diz que a velhice nos diminui cada dia e vai nos consumindo de tal forma que, quando a morte sobrevém,nao leva mais que um quarto de homem ou um meio homem. Montaigne morreu com 59 anos e nao podia sem duvida ter idéia da extrema velhice na qual me encontro hoje. Nesta tao avançada idade que nunca pensei atingir e que constitui uma das mais curiosas surpresas de minha existência, tenho o sentimento de ser como um holograma partido. Esse holograma nao possui mais sua unidade completa e entretanto, como em todo holograma, cadaparte restante conserva uma imagem e uma representaçao completa do todo. Assim, hoje para mim ha um eu real, que nao é mais que um quarto ou a metade de um homem, e um eu virtual, que conserva ainda viva uma idéia do todo. O eu virtual concebe um projeto de livro, começa a organizar seus capitulos e diz ao eu real: "Cabe a você continuar". E o eu real, que nao pode mais, diz ao eu virtual: " Isso é problema seu. E so você que vê a totalidade."

Minha vida se desenvolve, atualmente, através desse dialogo muito estranho. Eu lhes sou muito reconhecido por ter por alguns instantes, graças a sua presença e a sua amizade, feito cessar esse dialogo, permitindo por um momento que esses dois eus coincidam de novo.

Sei bem que o eu real continua a fundir-se até sua dissoluçao ultima mas lhes sou grato por me terem estendido a mao, me dando assim, por um instante, o sentimento de que as coisas se passam diferentemente."


Dificil melhor sintese do efeito da passagem do tempo, da perspectiva da morte e do valor do amor, da amizade e, em ultima instância, da linguagem. Nao?

3 commentaires:

Clara Lopez a dit…

Nossa, eliana, que coisa absurdamente bela e verdadeira. Não li muito sobre a morte de Lévi Strauss, mas esse trecho que vc escolheu é uma maravilha de pensamento - sobre a vida, a morte, a velhice. Não há nada mais perfeito a dizer. Merci.
beijo,
clara

Eliana BR a dit…

Clara querida,
Também fiquei muito impressionada com esse texto. A linguagem, no sentido amplo, vista, assim como o amor, se nao como salvaçao, ao menos como lenitivo.
Pois é.
Eliana

Elias a dit…

Eliana,maravilhoso esse texto do Levi Strauss, que você nós brindou
publicando no seu blog;obrigado!

Beijos,

Elias(doctor silvana)

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Capa de Ronaldo Graça

Interior de Saint Julien le Pauvre

Interior de Saint Julien le Pauvre

Marion e a igreja de Saint Julien le Pauvre

Marion e a igreja de Saint Julien le Pauvre

Barcelona

Barcelona

Barcelona

Barcelona

Museu da Catalunha

Museu da Catalunha

A arvore mais velha de Paris.Jardim de Saint Julien le Pauvre

A arvore mais velha de Paris.Jardim de Saint Julien le Pauvre

Jardim da igreja de Saint Julien le Pauvre

Jardim da igreja de Saint Julien le Pauvre

Igreja da Madeleine

Igreja da Madeleine

Das escadas da Madeleine. Ao fundo, a place Vendôme

Das escadas da Madeleine. Ao fundo, a place Vendôme

Barcelona- Gracia

Barcelona- Gracia

Rue de Bucci

Rue de Bucci

Barcelona

Barcelona

Charitas forever

Charitas forever
Foto de Elias Francioni

Passage Saint Andre des Arts

Passage Saint Andre des Arts

Cartão-postal

Cartão-postal
Foto de Vera Bungarten

Paris...

Paris...
Foto de Vera Bungarten

No centro do Louvre

No centro do Louvre
Foto de Vera Bungarten

Passages de Paris

Passages de Paris
Foto de Vera Bungarten

Livraria Shakeaspeare.Quartier Latin

Livraria Shakeaspeare.Quartier Latin
Foto de Ana Maria Lucena

Quartier Latin

Quartier Latin
50 anos de Ionesco

Tonico Pereira. Teatro da FAAP

Tonico Pereira. Teatro da FAAP

Le Petit Pont e l'Hôtel de Police

Le Petit Pont e l'Hôtel de Police

Feliz Ano Novo ( foto de Patrick Corneau)

Feliz Ano Novo ( foto de Patrick Corneau)
Dança, a esperança equilibrista porque o show de todo artista tem de continuar.

Ilha da Boa Viagem

Ilha da Boa Viagem
Foto de Elias Francioni

Rue de la Huchette. Quartier Latin

Rue de la Huchette. Quartier Latin

Xando Graça

Xando Graça

Pont Saint Michel

Pont Saint Michel

Les Invalides

Les Invalides
Foto de Vera Bungarten

A dama de ferro

A dama de ferro
foto de Ana Lucena

A côté du Beaubourg

A côté du Beaubourg
Foto de Vera Bungarten

Chez Procope

Chez Procope

Igreja de Saint Séverin

Igreja de Saint Séverin

Angulo da igreja de Saint Séverin. Quartier Latin

Angulo da igreja de Saint Séverin. Quartier Latin
(foto Ana Maria Lucena)

Detalhe da Catedral de Notre Dame

Detalhe da Catedral de Notre Dame

Bassin Igor Stravinsk (ao lado do Beaubourg)

Bassin Igor Stravinsk (ao lado do Beaubourg)
Foto de Vera Bungarten

Liceu Henri IV

Liceu Henri IV
foto de Maria do Rosario

Liceu Henri IV. Ao fundo, o Panthéon

Liceu Henri IV. Ao fundo, o Panthéon
foto de Maria do Rosario

Liceu Henri IV

Liceu Henri IV
foto de Maria do Rosario

Liceu Henri IV

Liceu Henri IV
foto de Maria do Rosario

Jardin du Luxembourg

Jardin du Luxembourg

Espetaculo de mimica

Espetaculo de mimica
Jardin du Luxembourg

Rive Gauche

Rive Gauche

Barcelona Arco do Triunfo

Barcelona Arco do Triunfo

Museu de Zoologia e Historia Natural

Museu de Zoologia e Historia Natural

Jardin du Luxembourg

Jardin du Luxembourg
O despertar da primavera